segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Mais de 5 mil bolsas de pós-graduação serão cortadas ainda este ano


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC), anunciou nesta segunda-feira (2/9) o corte de 5.613 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado que estavam previstas para os quatro meses restantes do ano. Foram preservadas as bolsas para a formação dos professores da educação básica.

De acordo com o presidente da instituição, Anderson Ribeiro Correia, a medida representa uma economia de R$ 37,8 milhões neste ano. A previsão é que, nos próximos quatro anos, R$ 544 milhões deixem de ser investidos em bolsas.

O MEC também anunciou, hoje, que o Capes só terá metade do orçamento de 2019 no ano que vem. O ministério prevê perder 9% da verba em 2020, de acordo com a proposta orçamentária.

Apesar dos cortes, Correia garante que serão cumpridas as metas de formação de mestres e doutores para 2024, previstas no Plano Nacional de Educação e estabelecidas pela Lei nº 13.005/2014.