Após negativa de juiz, desembargador autoriza Michel Temer a sair do Brasil - Jornal Camaçari - Pra quem quer mais!

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Após negativa de juiz, desembargador autoriza Michel Temer a sair do Brasil


O desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), emitiu liminar nesta quinta-feira (26) para o ex-presidente Michel Temer permitindo uma viagem à Inglaterra, onde Temer deve participar de uma palestra entre os dias 13 e 18 de outubro deste ano.

O pedido havia sido negado pelo juiz Marcelo Bretas no dia 19 de setembro, sob a justificativa de que a condição de Temer não o dá o direito de sair do país: “status de réu, em ações por corrupção, é incompatível com o uso do passaporte diplomático para evento acadêmico”.



Athié, em sua decisão, afirmou que a própria justiça liberou Temer, após a prisão: “provavelmente ainda estaria preso preventivamente, pois os argumentos que aqui apresentou não foram capazes de alterar meu convencimento quanto à necessidade de sua custódia”.

Em nota, o advogado de Temer, Eduardo Carnelós, criticou a decisão de Bretas e afirmou que não foi apontado nenhum risco à instrução criminal:

“O motivo alegado, ao invés de constituir fundamento jurídico, expressa a evidente disposição de antecipar pena, e revela inconformismo do Juízo com a decisão do STJ que revogou a prisão por ele decretada”.