quinta-feira, 30 de maio de 2019

Tio de Michelle Bolsonaro é preso acusado de participar de milícia



O 1º sargento João Batista Firmo Ferreira, tio da primeira-dama do Brasil, Michele Bolsonaro, foi preso na Operação Horus, que desmantelou uma quadrilha de milicianos na região do Sol Nascente, em Ceilândia, Distrito Federal. O militar reformado é irmão de Maria das Graças, mãe de Michelle. As informações são do jornal Correio Braziliense.


De acordo com a publicação, o PM atuava junto a outros militares praticando crimes como loteamento irregular do solo, extorsão e até homicídio, relacionados à grilagem de terras. A operação foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Distrito Federal, em parceria com a Coordenação Especial de Repressão à Corrupção, ao Crime Organizado e aos Crimes contra a Administração Pública e contra a Ordem Tributária da Polícia Civil DF e com a Corregedoria Militar do Distrito Federal.

Ao todo, foram presos sete sargentos, além de João Batista. Foram eles: Jorge Alves dos Santos, Agnaldo Figueiredo de Assis, Francisco Carlos da Silva Cardoso, José Deli Pereira da Gama, Paulo Henrique da Silva e Jair Dias. As investigações começaram em 2011 e avançaram graças a colaboração de um delator, que segundo a polícia, chegou a liderar o bando.