terça-feira, 21 de maio de 2019

Pacientes dos Caps de Camaçari participaram de ato por inclusão social


No último sábado (18/5), cerca de 70 pessoas, entre pacientes, familiares e servidores dos quatro Centros de Atenção Psicossocial (Caps) de Camaçari, participaram da 12ª Parada do Orgulho Louco que aconteceu no Farol da Barra, em Salvador. Com cartazes, camisas e faixas, todos os presentes na caminhada tinham um só objetivo, falar sobre seus direitos em ser incluídos na sociedade de forma justa e igualitária.


Coordenadora do departamento de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas da Secretaria de Saúde (Sesau), Márcia Cosme destaca a importância da ação para chamar a atenção da sociedade para necessidade de discutir a saúde mental sem preconceitos e com novos paradigmas . “Chegou a hora da sociedade parar de ter medo ou vergonha de discutir a saúde mental. Até porque, um dos maiores males que atinge a sociedade no momento é a ansiedade e a depressão. E são doenças que afetam todo o corpo e trazem consequências para a vida cotidiana. Mas, precisamos começar quebrando as barreiras do preconceito e incluir as pessoas socialmente, independente de sua patologia psíquica”.

Em Camaçari, 8.635 usuários estão cadastrados e recebem ou já receberam algum tipo de tratamento num dos quatro Caps da cidade. Hoje, existe no município o Caps AD (Álcool e Drogas), o Caps i (Infantil), o Caps Orla e o Caps Sede.