terça-feira, 7 de maio de 2019

Motoristas da Uber no Brasil aderem à greve mundial e vão parar por 24h


Motoristas da Uber no Brasil decidiram aderir ao movimento internacional de protesto contra a empresa em razão da abertura de capital do aplicativo na Bolsa de Valores, que deverá ocorrer nesta sexta-feira (10/5). Por aqui, associações e condutores sugerem que todos desliguem o aplicativo a partir da 00h desta noite até as 23h59 desta quarta-feira (8/5). Estão confirmado atos, além da capita paulista e interior, no Rio de Janeiro, Recife, Acre, Brasília e Bahia.


A adesão à greve parte tanto de motoristas independentes quanto de associações estaduais – envolverá ao menos São Paulo, Rio de Janeiro, Minais Gerais, Rio Grande do Sul. Tocantins, Pernambuco, Espírito Santo e Bahia. A comunicação entre os condutores se dá por grupos de WhatsApp e Telegram, além de páginas do Facebook.

“A paralisação é por causa do IPO da Uber. É uma forma de retaliação. A Uber só está crescendo em valor. Quem é que produziu isso? Foi o motorista, que não é reconhecido. Não tem aumento há anos e os combustíveis estão aumentando duas vezes por semana”, afirmou ao UOL Tecnologia Eduardo Lima, presidente da Amasp (Associação dos Motoristas de Aplicativo de São Paulo).