Camaçari: Disposição e animação marcam 2ª Corrida Rústica do Quilombo de Cordoaria - Jornal Camaçari - Pra quem quer mais!

domingo, 7 de abril de 2019

Camaçari: Disposição e animação marcam 2ª Corrida Rústica do Quilombo de Cordoaria



Um desafio que testa os limites da resistência física, mas ao mesmo tempo é uma oportunidade de exercitar o altruísmo e contribuir para o bem de toda uma comunidade. Assim pode ser descrita Corrida Rústica do Quilombo de Cordoaria, evento realizado na manhã deste domingo (07/04) e que este ano está em sua segunda edição. Cerca de 60 atletas, entre amadores e profissionais, participaram da disputa, percorrendo os cerca de 7 km de prova, que foi finalizado com um caprichado café da manhã com frutas variadas.

O evento esportivo contou com o apoio da Prefeitura de Camaçari, por intermédio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude de Camaçari (Sejuv), da Secretaria de Saúde (Sesau) e da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT), e foi promovido com o intuito de arrecadar fundos – os R$30 pela inscrição – para realizar melhorias na Associação dos Moradores de Cordoaria, a exemplo de aquisição de cadeiras e mesas, entre outras intervenções emergenciais.

A largada aconteceu na portaria do Alpha Ville Litoral Norte II – condomínio localizado na Estrada do Coco, km 11, em Vila de Abrantes, Costa de Camaçari – e a chegada foi na Associação dos Moradores de Cordoaria. Até quem não tinha condição de competir fez questão de se inscrever e apoiar o evento, como é o caso de Valquíria Freitas de Santana, 57 anos, que mora no bairro e é amante da prática de corridas, mas que por ponta de um acidente de moto ficou impossibilitada de correr. “Sofri uma fratura no pé esquerdo e por isso não vou competir, mas me inscrevi e estou aqui pra dar meu apoio a esse evento”, disse a moradora da comunidade.

Para quem competiu, a animação era igualmente contagiante. A primeira mulher a cruzar a linha de chegada, com o tempo de 29 minutos e 27 segundos, foi Eliene do Amor Divino, 49 anos. “É um trecho difícil, muitas ladeiras, mas os obstáculos dão à vitória um gosto ainda mais especial. Foi muito bom”, comemorou a moradora da Gleba B, sede de Camaçari.

Na categoria masculina, o lugar mais alto do pódio foi conquistado por José Alves dos Santos, 52 anos, que destacou a funcionalidade social da competição como um dos principais fatores que o motivaram a participar. “Estou feliz por mais um pódio, mas principalmente por participar de um evento que acontece por uma boa causa, que é pela comunidade. Foi isso que me fez vir pra cá”, contou o atleta, que concluiu o percurso em 25 minutos e 16 segundos. Todos os participantes receberam medalha ao final do percurso. No entanto, os dez primeiros colocados, sendo cinco homens e cinco mulheres, receberam troféus.