Um investigador da polícia, identificado como Roberto Carlos Neves de Souza, conhecido pelo apelido de "Xuxa", foi morto a facadas na noite de sexta-feira (30), em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

De acordo com informações da Polícia Civil, uma mulher, que não teve a identidade revelada e seria companheira de Roberto Carlos, é procurada pela políca como suspeita do crime.

Ainda segundo a polícia, ele era lotado na 26ª Delegacia Territorial (DT/Vila de Abrantes). A polícia faz buscas pela autora. A motivação e circunstâncias do crime são desconhecidas.