Apenas nos nove primeiros meses de 2018, pelo menos 38.436 pessoas foram assassinadas no Brasil. Setembro registrou 3.721 mortes violentas. Os dados devem ser ainda maiores, pois Maranhão e Paraná não divulgaram as informações completas sobre esse período.  

Em setembro, a Bahia contabilizou 401 crimes violentos. Já em janeiro deste ano, o número de mortes chegou a 546, o registro mais alto de 2018 no estado até o momento. No ano passado, das 59.121 ocorrências do tipo, a Bahia acumulou 6321 crimes violentos, um índice extremamente alto.

Estão contabilizados todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que formam os crimes violentos letais e intencionais. O G1 chegou a criar um índice nacional de homicídios para acompanhar dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país. O mapa compõe o Monitor da Violência, uma parceria do site com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

A iniciativa tem como objetivos antecipar os dados, possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência e cobrar transparência por parte dos governos. Para isso, desde o início do ano, os jornalistas solicitam os dados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

BNews