A Bahia registra dez barragens com maior risco de rompimento, maior número entre os reservatórios de todos os estados do país. Os dados são de um relatório da Agência Nacional de Águas (ANA), referente a 2017, divulgado nesta segunda-feira (19) pela Folha de São Paulo.


As barragens apontadas na Bahia estão na categoria de risco e de dano potencial associado, o que representa risco de rompimento devido à falta de manutenção adequada.

No relatório mais recente, a fiscalização constatou que, na barragem de Camaçari, haviam árvores e formigueiros comprometendo o equipamento.

As barragens baianas apontadas com problemas são: Pinhões, Araci, Afligidos, Apertado, Zabumbão, Luiz Vieira, Cipó, Tábua, RS1 e RS2.