Foto: Kelvi Lima


Cerca de 250 jovens, que se alistaram no Tiro de Guerra de Camaçari em 2017, participam, nesta quarta-feira (31/10), no Teatro Cidade do Saber, da cerimônia de entrega de Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI). Durante a solenidade, os rapazes fizeram o juramento à Bandeira do Brasil a fim de confirmar o compromisso em relação aos deveres previstos na Constituição Nacional de que estarão sempre prontos às obrigações militares.

O CDI é o comprovante de que o jovem está em dia com o Serviço Militar, que consiste no exercício de atividades específicas desempenhadas nas Forças Armadas e na defesa e promoção dos interesses nacionais. Este certificado é solicitado às pessoas do sexo masculino no ingresso em universidades, emissão de carteira de trabalho e passaporte.

A cerimônia foi conduzida pelo 1º Tenente e Delegado do Serviço Militar, Jadir Ferreira Ribeiro, que falou sobre a importância do juramento. “É um ato constitucional em que os jovens juram defender a pátria, independente de ter feito o serviço militar, com o sacrifício da própria vida”, explicou. O militar informou ainda, que mesmo após o juramento à bandeira, quem foi dispensado ainda pode ser convocado a defender a pátria, se necessário, até completar 30 anos.

As solenidades de juramento à bandeira para os reservistas de 2017 aconteceram em diversas etapas ao longo do ano. Novas fases de seleção, que definirão os próximos recrutas, ainda serão realizadas. A próxima cerimônia de dispensa do serviço militar e juramento à bandeira, em Camaçari, este ano, está prevista para acontecer em 19 de dezembro.

O alistamento acontece anualmente entre os meses de janeiro e junho, após esse período o sistema online faz uma seleção geral dos que serão dispensados. O Tiro de Guerra é uma organização militar responsável pela formação da reserva do Exército Brasileiro e subordinado ao Ministério da Defesa, e tem convênio com a Prefeitura de Camaçari.