O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa declarou na manhã deste sábado voto no candidato do PT, Fernando Haddad. O gesto era esperado pelo petista desde o início do segundo turno, quando começou a costurar alianças para tentar superar nas urnas Jair Bolsonaro (PSL).

O ex-ministro explicou, em sua conta no Twitter, que o voto era uma escolha racional, e que como um dos candidatos “inspira” medo, ele optava por Haddad.

“Votar é fazer uma escolha racional. Eu, por exemplo, sopesei os aspectos positivos e os negativos dos dois candidatos que restam na disputa. Pela primeira vez em 32 anos de exercício do direito de voto, um candidato me inspira medo. Por isso, votarei em Fernando Haddad.”