Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (31/8) que manterá em setembro a bandeira tarifária no patamar 2 da cor vermelha, o mais alto do sistema.

Para cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos, haverá cobrança extra de R$ 5 nas contas de luz. É o quarto mês seguido que a bandeira tarifária fica no patamar mais caro.

De acordo com a Aneel, a bandeira continua mais cara em razão das condições hidrológicas ainda desfavoráveis e pela redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN). Com os reservatórios das hidrelétricas mais baixos, o país precisa usar mais energia gerada por termelétricas, que custam mais.