Quem passar pelas Praças Salustiano Santiago de Souza (Amendoeiras) e na Tia Deja (Coqueiros), em Arembepe, vai identificar uma minibiblioteca nos locais. Trata-se do Projeto Livres Livros, iniciativa que incentiva o ato de ler por meio da doação e troca de títulos, que foi lançado na última segunda-feira, 16 de julho. Os espaços têm estrutura simples, propositalmente, para aproximar o público da ação. Além disso, o Projeto, que conta com o patrocínio da Cetrel, propõe campanhas que estimulem o rodízio livre de livros entre as unidades, além “da realização de atividades literárias ou culturais que promovam a integração na comunidade”, explica a idealizadora do Projeto Livres Livros, Raíssa Martins.

PROJETO

Inspirado na iniciativa norte-americana Little Free Library, e idealizado por Raissa Martins, o Livres Livros é um Projeto que incentiva a leitura desde maio de 2015. Com recursos próprios, ela conquistou apoiadores que vão de grandes empresas ao cidadão comum. 

A iniciativa visa ainda promover ações nas comunidades, que busquem sensibilizar a população para a importância de ler, a exemplo de saraus literários, contações de histórias, oficinas de criação poética e de arte-educação que envolvam as pessoas e despertem para o valor imaterial e transformador da leitura. Hoje, as ações do projeto estão presentes em Mata de São João, Cachoeira, Camaçari, Salvador e Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, totalizando 50 minibibliotecas. Em três anos, o Projeto distribuiu 50 mil livros e realizou 300 ações sócio educativas.