Casa de jornalista é alvo de atentado em Camaçari


A jornalista Ana Maria Mandim foi vítima de dois atentados em sua casa, na cidade de Jauá, distrito de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), nos dias 11 e 14 de julho. No primeiro, três tiros foram disparados contra a sua residência, e no segundo, o seu relógio de luz foi alvo de um incêndio proposital, segundo a Polícia Civil, que está investigando o caso. A informação é do site Correio 24 horas.

De acordo com a reportagem, a polícia apura se a causa do ataque tem a ver com denúncias feitas por Ana Maria à invasão de uma área de preservação permanente, localizada às margens da Lagoa de Jauá. A jornalista também é presidente da Associação de Moradores da Rua Aquarius e Via Parque (AVP), de Jauá. 

A Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) já ouviu testemunhas e, agora, aguarda o laudo da perícia que foi feita na residência. O caso é investigado pela 26ª Delegacia (Abrantes).

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) enviou uma carta ao governador Rui Costa (PT), na terça-feira (24) pedindo celeridade na investigação.