Subiu para 15 o número de mortes relacionadas à Influenza H1N1, segundo dados da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), divulgados nesta quarta-feira (9/5). Dessas, dez foram em Salvador. Os municípios de Camaçari, Lauro de Freitas, Retirolândia, Saúde e Serrinha também registraram óbitos – um em cada cidade.


Por meio de nota, o órgão explicou que até o último dia 5 de maio foram notificados 687 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 54 mortes. Dentre esses casos, 116 foram confirmados para Influenza, sendo 100 pelo subtipo A H1N1, com 15 deles evoluindo para óbito.

Em comparação ao mesmo período, em 2017, foram notificados 200 casos de SRAG, com 18 mortes. Dentre eles, 19 foram confirmados para Influenza, sem perdas, sendo dois casos de Influenza A H1N1.

A faixa etária de maior ocorrência foi entre os menores de cinco anos e maiores de 60 ano