Através de nota, publicada no último dia 5 de maio, os Correios, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos confirmou que deve fechar agências em todo país. O jornal O Estadão chegou a noticiar que 513 filiadas seriam fechadas, afetando diretamente milhares de funcionários, no entanto, a nota publicada pela empresa desmente a informação. De acordo com os Correios, o que deve ocorrer é uma “readequação de sua rede de atendimento, o que inclui não apenas a sua rede física de atendimento como também novos canais digitais e outras formas de autosserviços”.


Ainda segundo O Estadão, as agências fechadas serão aquelas que ficam muito próximas de outras operadas por agentes privados. Em nota, o presidente dos Correios, Carlos Roberto Fortner, o propósito é buscar “a melhoria na qualidade e na experiencia do cliente, mas também maior eficiência na cobertura de mercado e a necessária racionalização de custos”. O projeto ainda pretende modernizar a empresa para torná-la mais ágil, competitiva e sustentável.

Apesar da confirmação, os Correios não informaram o número de agências que serão fechadas, nem os locais. A nota esclarece apenas que: ” As conclusões alcançadas pelos estudos necessários a este projeto somente serão divulgadas após a exaustiva avaliação interna dos Correios e externa pelos órgãos competentes, processo este ainda em curso”.