Camaçari: vereadores defendem benefícios para taxistas e melhorias no Centro Social Urbano


Aumentar a idade máxima dos veículos que prestam serviços de táxi convencional no município esteve na pauta da Câmara de Camaçari, durante a Sessão Ordinária desta quinta-feira (12). O tema foi apresentado através da Indicação Nº 333/2018, de autoria do vereador Jorge Curvelo (DEM).

Segundo a matéria, a proposta é que passe a ser de 10 anos o prazo máximo para que taxistas troquem o veículo usado para o serviço, ao invés dos cinco anos vigentes atualmente. Para o parlamentar, o prazo atual é muito curto. “Essa matéria ajudará a garantir que os motoristas de táxis possam se manter na atividade. A grande maioria não consegue trocar os veículos no intervalo de cinco anos. Estamos em crise, os financiamentos estão mais restritos, os créditos mais complicados e em muitos casos, os veículos estão em excelente estado de conservação”, defendeu Curvelo. A indicação também prevê que os veículos acima de cinco anos passem por pelo menos duas vistorias anuais, para garantir as boas condições dos mesmos.


Os vereadores também aprovaram a Indicação Nº 326/2018, que pede ao Governo do Estado a revitalização da área poliesportiva do Centro Social Urbano (CSU), apresentada pelo vereador Jackson Josué (PT). “O espaço oferece acesso à prática de esportes no bairro do Gravatá e atende cidadão de diversas outras localidades, configurando-se como um equipamento de extrema importância que existe há 40 anos no nosso município e encontra-se em condições não adequadas para o uso”, explicou.

O vereador Jamelão (DEM) também defendeu a matéria. “Acompanho de perto as atividades que são realizadas no CSU e vejo o quanto ele é importante para nossa sociedade. Apoiamos a indicação e pedimos que seja atendida, beneficiando os usuários do espaço”, finalizou.